terça-feira, 31 de janeiro de 2017

11 coisas que você nunca mudará e deve parar de ficar tentando

Robson Cristian Tomaz Pereira/LINKEDIN
"Você realmente pode mudar o mundo se você se importar o suficiente" - Marian Wright Edelman, ativista americana.
Será que basta se importar o suficiente para mudar o mundo? Será mesmo? Alguns podem concordar e dizer que trabalhando de forma focada por 70, 80, 90 horas por semana tudo é possível. Outros, já podem dizer que é uma questão de trabalhar de forma mais inteligente e não trabalhar mais duro.
Independente da forma de trabalhar, existem coisas que simplesmente não conseguimos mudar. Ter perseverança e tenacidade é fundamental para atingir grandes objetivos, mas apenas aqueles que são alcançáveis.
Não adianta ficar batendo a cabeça na parede que certas coisas não vão acontecer. Infelizmente, há muitas coisas na vida que as pessoas insistem em tentar mudar e só se desgastam.

1. Uma hora você terá que prestar contas a alguém

Não adianta pegar atalhos, quebras regras ou cometer desvios éticos para atingir os seus objetivos. Uma hora você terá que prestar contas para alguém, seja para a justiça, familiares, amigos, Deus ou até mesmo para a sua consciência. É bem provável que alguém dependa de você e ficará sem chão quando algo assim acontecer.

2. Você não viverá para sempre

Meu querido, minha querida, se você ainda não percebeu, não somos imortais. As férias que você não aproveitou podem ter sido as suas últimas, todo o tempo que você passou após o horário na empresa, enquanto a sua família aguardava você para o jantar, não voltará. Esse é o tipo de coisa que você só aprenderá quando não tiver mais como voltar atrás!

3. Não tem como você agradar todo mundo

Como vejo gente se frustrada com isso! Sério, pare com isso de uma vez por todas! Isso só drena as suas energias e te deixa miserável. É como aquele frase clássica: "se nem Jesus agradou todo mundo, quem é você para...".

4. Você nunca será o melhor em tudo

Eu sou muito competitivo, sério! Aprendi logo na infância com a minha mãe que o "segundo colocado é o primeiro perdedor". Percebi na prática e depois em um teste da Gallup, que se eu colocar uma competição no meio de um objetivo que eu quero conquistar, funcionarei umas 10 vezes melhor!
Só que tem um porém nisso: não sou besta de entrar em uma competição de corrida contra o Usain Bolt ou de natação contra o Michael Phelps! Eu sei que não serei melhor que eles! Que não sou o melhor em tudo!
Ok, é até fácil com esses exemplos extremos, mas com pequenas comparações que quase todo mundo faz diariamente? Acredito que é nisso que está a grande burrada das pessoas. O que faz tanta gente ser invejosa. Você não terá ao mesmo tempo o melhor carro, melhor casa, melhor empresa, melhor emprego, melhor papagaio, melhor melhor...

5. Guardar rancor não te deixará melhor

Não digo para você esquecer quem te fez mal e dar a cara a tapa novamente, acho que essa é uma das coisas mais difíceis de se fazer. O que eu digo é que ficar com rancor não irá te ajudar em nada! Sério! O rancor é você fazendo mal para você!

6. Você não controla o que os outros pensam

Não adianta ser o melhor marketeiro, psicólogo ou neurocientista do planeta, você não controlará o que as pessoas pensam de modo geral. Por mais que você implore, esperneie, grite, exija, use milhões de gatilhos mentais ou até eletrochoque. Pare de tentar fazer isso!

7. Você não conseguirá voltar no tempo

A vida não tem "CTRL+Z"! Pare de reclamar do seu passado e comece a viver no presente. Não dá para voltar!
Sério, mesmo o De Volta para o Futuro sendo o meu filme favorito de todos os tempos, não dá para voltar! Nem com um carro bacana, nem com uma cabine telefônica e muito menos com uma cadeira cheio de guarda-chuvas.

8. Não, você não pode mudar totalmente o mundo

É lindo e inspiracional achar que uma única pessoa pode mudar totalmente o mundo, mas algumas coisas são maiores do que todos nós! Você pode fazer uma grande diferença no seu redor, isso é ótimo! Mas, cuida com as suas expectativas em relação ao impacto de suas ações para não se frustrar!

9. Você não pode mudar de onde você veio

"Ah, eu vim do lugar X e por isso....", "Eu nasci no lugar Y e por isso"... desculpinhas!
Dane-se o lugar de onde você veio! Tem exemplos de gente que passou fome, viveu na rua, fugiu de guerra... e é muito bem sucedido agora!
O que importa é onde você quer chegar e se vai pagar o preço para chegar lá!

10. Privacidade é uma ilusão

Os seus emails, telefonemas, fotos, vídeos ou qualquer outra atividade online ou offline está "quase sempre" em observação. Seja por empresas que usam essas informações para te mostrar anúncios mais relevantes ou agências de segurança que ficam de olho se você não vai cometer nenhum atentado. É melhor não deixar nenhum esqueleto no armário.

11. Nem sempre você conseguirá recuperar o que perdeu

Muitas coisas podem ser recuperadas. Na verdade, praticamente tudo que o limite do seu Master Card permite comprar, mas as coisas mais importantes, bem aquelas que o Master Card não compra, essas são praticamente irrecuperáveis. Aí não adianta chorar pelo leite derramado...

Conclusão

Pare de tentar mudar o que não dá para mudar! Foque no que é tangível e lembre-se do item 2: você não viverá para sempre! Bem direto ao ponto assim mesmo!
P.S: Peguei esses tópicos no texto de um empreendedor americano e os reescrevi do meu jeito.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Deputada fala e todos se calam

Veja o que essa corajosa deputada  disse na tribuna que fez todos se calarem

Charge do dia

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Eis o Estado brasileiro: uma incrível máquina capaz de fazer uma cachoeira de dinheiro suado dos impostos ir passando pelas torneiras da burocracia, dos privilégios, da corrupção, da incompetência e se tornar apenas algumas gotinhas que retornam para quem de fato deveria se beneficiar: o povo.
Ranking Políticos

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Papagaio abusado faz sucesso na net

"Dá o pé meu loro"
Veja só que papagaio mais folgado e malcriado esse loro!

SEM LIGAÇÃO ASFÁLTICA, CIDADE DE DOM INOCÊNCIO VIVE DÉCADAS DE DESCASO

GOVERNADOR ASSEGUROU RETOMADA DO ASFALTO EM MAIO DE 2016, MAS EM DEZEMBRO AS OBRAS PARARAM; POPULAÇÃO SOFRE COM O DIFÍCIL ACESSO

Gustavo Almeida do política dinâmica
24/01/2017 08:31 - Atualizado em 24/01/2017 09:10
Ponte inacabada sobre o riacho Fazenda do Meio (Foto: Maria Amélia Almeida)
Ponte inacabada sobre o riacho Fazenda do Meio (Foto: Maria Amélia Almeida)
Um verdadeiro retrato do descaso político e da falta de sensibilidade dos governantes com o povo. Essa é a realidade em que vive o pacato município de Dom Inocêncio, a 615 km de Teresina. Há exatamente um ano, a cidade ganhava repercussão estadual devido as enchentes que deixaram famílias desabrigadas e todas as estradas interrompidas com a cheia de riachos. Sem ligação asfáltica, ninguém chegava ou saía.
A grande repercussão revelou ao Piauí um descaso com os moradores da região. Todos os acessos para as cidades vizinhas são de estradas de chão, cortadas por riachos e que viram um verdadeiro lamaçal nos períodos chuvosos. Após as enchentes de 2016, o governador Wellington Dias (PT) assinou ordem de serviço na comunidade Ingazeira e garantiu que a estrada estaria asfaltada ainda naquele ano. Nada mudou.
Enchentes de 2016 deixaram cidade isolada (Foto: Divulgação/Prefeitura de Dom Inocêncio)Enchentes de 2016 deixaram cidade isolada (Foto: Divulgação/Prefeitura de Dom Inocêncio)
A OBRA
O asfaltamento da estrada é um dilema da região. São cerca de 80 km para ligar Dom Inocêncio à PI-140, em São Lourenço do Piauí, caminho que é via de acesso a São Raimundo Nonato, cidade polo da região. Após anos de promessas, as obras começaram em 2011, no governo de Wilson Martins (PSB). Ao todo, 18 km foram asfaltados e uma das três pontes sobre os riachos foi concluída, mas a obra parou meses depois. Somente em 2016, devido às enchentes, lembrou-se dela novamente.

Após a ordem para retomar o asfaltamento dada por Wellington Dias, máquinas e operários da construtora Jurema começaram a trabalhar em ritmo intenso, o que fez o povo acreditar na promessa de conclusão até dezembro. Apesar disso, nenhum quilômetro a mais de asfalto foi feito e atualmente as obras estão totalmente paradas e sem previsão de retomada.
Trabalhadores deixaram o canteiro de obras (Foto: Maria Amélia Almeida)Trabalhadores deixaram o canteiro de obras (Foto: Maria Amélia Almeida)
Os poucos serviços realizados após as enchentes foram apenas de terraplanagem e construção das colunas de uma outra ponte, sobre o riacho Fazenda do Meio. Quando assinou a ordem de serviço para retomada em maio de 2016, o governador afirmou em tom confiante: “Vamos iniciar a todo vapor e conseguir entregar a nova estrada até o fim do ano”. O ano acabou e o sonho da obra concluída ainda continua distante.
De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagens do Piauí (DER), Dom Inocêncio, que tem 28 anos de emancipação política, é um dos quatro municípios do estado que não possuem acesso com estrada asfaltada. Além dele, Morro Cabeça no Tempo, Domingos Mourão e Canavieira também vivem a mesma realidade.
MILHÕES INVESTIDOS
Os 18 km asfaltados em 2011, ainda na gestão Wilson Martins, tiveram recursos na ordem de R$ 10 milhões de emenda parlamentar do deputado federal Marcelo Castro (PMDB), que é bem votado na região, e outros R$ 10 milhões de uma operação de crédito do governo do estado, conforme informou ao Politica Dinâmica o próprio ex-governador.

Nos períodos chuvosos, riachos dificultam acesso ao município (Foto: Lídio Paes de Lima)Nos períodos chuvosos, riachos dificultam acesso ao município (Foto: Lídio Paes de Lima)
Segundo ele, os recursos da emenda parlamentar foram todos utilizados no trecho que atualmente está asfaltado, mas apenas uma pequena parte do dinheiro do estado foi aplicada à época. Wilson alegou que não houve tempo de fazer o outro trecho, mas que o dinheiro ficou na conta quando deixou o governo.
“O que eu sei é que nem a parte que eu deixei o recurso dos R$ 10 milhões, dentro de um programa, foi concluída. Esse dinheiro não dava para fazer a obra toda, mas daria para fazer outra etapa. Lá a dificuldade é porque é de difícil acesso, muito cara e longe. Cada governo tem que fazer um pedaço”, falou.
Riachos impediram tráfego em 2016 (Foto: Divulgação/Prefeitura de Dom Inocêncio)Riachos impediram tráfego em 2016 (Foto: Divulgação/Prefeitura de Dom Inocêncio)
GOVERNO E CONSTRUTORA DIVERGEM

Há mais de um mês os trabalhadores deixaram o canteiro e a obra está parada. Procurada pelo Politica Dinâmica, a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) informou que todos os pagamentos à construtora Jurema estão em dia e “acredita” que a empreiteira tenha parado as obras por conta do início das chuvas na região.

A Seinfra ainda alegou que “talvez” a maior dificuldade enfrentada na obra seja por conta do clima, mas disse que todos no órgão estão empenhados em concluí-la. Ainda conforme a secretaria, R$ 5 milhões já foram investidos pela gestão de Wellington Dias no asfaltamento da estrada e que a retomada da obra depende apenas da Jurema.
Em maio de 2016, W. Dias assinou ordem de serviço e prometeu conclusão em sete mesesEm maio de 2016, W. Dias assinou ordem de serviço e prometeu conclusão em sete meses
Já a construtora Jurema disse que executou o que lhe foi pago para executar e depois disso parou os serviços. A empresa não falou em chuvas na região. Segundo a empreiteira, o governo do estado não está devendo, mas novos recursos não foram colocados para que a empresa continuasse a obra. Com a conclusão daquilo que foi pago para fazer, a construtora retirou seus trabalhadores e disse que aguarda novos investimentos do governo para dar prosseguimento ao lendário asfaltamento.

Adutora Padre Lira está parada há seis meses

Gustavo Almeida do Política Dinâmica

Em janeiro de 2013 a vinda da então presidente Dilma Rousseff ao Piauí trouxe esperança a milhares de sertanejos de Dom Inocêncio, a 615 km de Teresina. Na ocasião, ela assinou a ordem de serviço para a construção da adutora Padre Lira, que levará água do açude Jenipapo até a cidade. O evento no município de São Julião teve discursos confiantes do ex-governador Wilson Martins e do então ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra.
Conforme o cronograma, a obra seria concluída em 2014, mas não foi o que aconteceu. Quatro anos depois, a construção da adutora se arrasta em meio a caatinga e para piorar, as obras pararam há cerca de seis meses. O sistema adutor Padre Lira, nome dado em homenagem ao fundador de Dom Inocêncio, tem uma extensão de 50 km. Além da cidade, ele deve abastecer comunidades da zona rural localizadas próximas ao percurso da tubulação.
Valas abertas da adutora são tomadas pelo mato (Foto: Maria Amélia Almeida)
Os recursos para construção da adutora são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Apesar do dinheiro ser destinado pelo governo federal, o estado do Piauí é o responsável pela execução da obra. Dos R$ 16 milhões contratados para a construção, R$ 11 milhões são para aquisição de tubos e conexões, enquanto os outros R$ 5 milhões são para executar as obras, como fazer a perfuração das valas e a construção das caixas d’água.
Ao Política Dinâmica, o Ministério da Integração Nacional informou que já foram repassados R$ 11.830.224,00 (onze milhões, oitocentos e trinta mil, duzentos e vinte e quatro reais) para que o governo do estado toque as obras, o que corresponde a quase 75% do valor total. Sem nenhum operário trabalhando desde a metade de 2016, as valas abertas para colocação dos tubos já estão cheias de mato e o sonho da água nas torneiras vai sendo mais uma vez adiado para os sertanejos de Dom Inocêncio.
Caixas d'água da adutora nunca foram instaladas (Foto: Maria Amélia Almeida)
A moradora Glória Nunes conta que quando a obra foi anunciada imaginou que logo fosse deixar de comprar água ou depender dos carros-pipa para abastecer sua casa na zona urbana de Dom Inocêncio. Ela conta que a adutora, uma vez concluída, vai melhorar a qualidade de vida de todos os moradores e por isso lamenta a paralisação das obras.
“Eu acreditei que esse nosso sonho fosse ser realizado cedo devido as obras terem iniciado em uma velocidade que logo seriam concluídas. Acho uma falta de respeito com o povo. Sem dúvida falta interesse dos governantes a nível municipal e estadual. Quando terminarem a obra vão aparecer muitos querendo dizer que lutaram pela conclusão”, disse.
Adutora abastecerá a cidade de Dom Inocêncio (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica)
GOVERNO SE EXPLICAProcurado pela reportagem, o governo do estado alegou que as obras pararam porque a empresa responsável pelo fornecimento dos tubos atrasou a entrega do material, mas não disse quando a construção deve ser retomada. O governo informou ainda que o valor final da obra deve passar dos R$ 16 milhões devido a “reajustamentos contratuais”.
A administração estadual também alega dificuldades como atrasos nos depósitos dos recursos conveniados, o que acaba afetando a velocidade da obra. Apesar dos impasses, o governo afirma que 70% das obras da adutora já estão executadas e que a previsão de conclusão é para junho deste ano. Enquanto isso, muitos moradores chegam a pagar até R$ 250 por uma pipa de água nos rincões do município.

sábado, 21 de janeiro de 2017

Seduc chama concursados no Piauí

A secretária da Educação, Rejane Dias, anunciou na manhã desta sexta-feira (20), em reunião com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE), o cronograma de chamamento dos aprovados no último concurso realizado pela Seduc para professores efetivos.

Nesse mês de janeiro a Secretaria vai chamar 340 aprovados. Esse número equivale a 25% dos 1.360 concursados que esperam o chamamento. Pelo calendário, será convocado o mesmo número em junho de 2017, e nos meses de janeiro e junho de 2018. Na segunda-feira (23) a Seduc vai anunciar os nomes dos primeiros convocados.


"Conseguimos garantir as vagas tendo em vista as aposentadorias que irão ocorrer, abrindo espaço para a contratação de novos professores sem ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal. Outra alternativa é a troca de professores substitutos pelos efetivos nos locais onde há essa necessidade", comentou Rejane Dias.


O concurso para professor da Seduc foi homologado em dezembro de 2018 e teve validade prorrogada para o final de 2018. Foram aprovados 2.156 candidatos. Em 2015 a Secretaria da Educação chamou 700 e, agora, apresenta um plano para convocar os demais. "Foi uma decisão muito importante porque o governo chama agora parte dos concursados e se comprometeu em chamar os demais antes do fim da validade do concurso", declarou a presidente do SINTE, Odeni de Jesus.
ASCOM

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Prefeitura Municipal de São Raimundo Nonato contrata professor através de concurso

A Prefeitura de São Raimundo Nonato abriu hoje quinta-feira (19) teste seletivo para contratação de professores temporários na função de docência das séries iniciais da Educação Fundamental e Educação Infantil. O Edital nº 001/2017, com todas as informações sobre o processo seletivo, está publicado e disponível no portal da Prefeitura pelo endereço http://saoraimundononato.pi.gov.br/portal/.
As inscrições poderão ser efetuadas a partir do dia 23 a 27 de janeiro das 08:00h às 12:00h horas e das 14:00h às 17:00h. Os candidatos devem se inscrever, na sede Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer. O contrato terá duração de 06 meses e pode ser prorrogado por conveniência e interesse da Administração Pública, pelo mesmo período.
As vagas do teste seletivo são para a formação de cadastro de reserva. “É sempre importante o Município manter um cadastro ativo para que não haja prejuízos no quadro de profissionais”, frisou a Secretária Municipal de Educação, Nailer Castro.
Remuneração – O teste seletivo consistirá apenas em Prova de Títulos, conforme as especificações do edital. Para as funções de docência das séries iniciais do Ensino Fundamental e Educação Infantil, a remuneração é de R$ 937,00 com carga horária de 20 horas semanais conforme edital. O valor da taxa de inscrição é de R$20,00 (vinte reais) pago no ato da inscrição.
Os títulos serão analisados por uma Comissão Examinadora, designada pela Secretaria Municipal de Educação.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Homem canta Gustavo Lima no The Voice Ucrânia!

Gustavo Lima está arrebentando nas paradas, pelo menos nas paradas da Ucrânia, país que pertencia a antiga União Soviética e que, assim como o Brasil,  também tem seu The Voice local. O artista brasileiro teve seu grande sucesso, o Tche,Tche, rêrê interpretado pelo calouro ucraniano, veja o que aconteceu, será que os jurados viraram as cadeiras?




segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

VICE-PREFEITO MARCOS DAMASCENO PEDE CONTINUAÇÃO DO ASFALTO

" não podemos desistir"
O Vice-prefeito de Dom Inocêncio, escritor Marcos Damasceno, juntamente com o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo, visitaram as obras de asfaltamento da estrada que liga o município à São Raimundo Nonato. Damasceno solicitou a continuidade dos trabalhos que estão parados desde o final de 2016. Confira o que ele disse em seu perfil nas redes sociais.

"A pedido do governador Wellington Dias, como vice-prefeito estive vistoriando as obras da PI 144 que liga São Lourenço do Piauí a Dom Inocêncio, com o deputado estadual Fabio Novo. Nos próximos dias a obra será retomada, conforme autorização do governador.
Estou nessa luta há 10 anos, por esta estrada, e não desisto! Queremos a conclusão dela em 2017!"
afirmou Damasceno.


Marcos Damasceno e secretário de Cultura, Fábio Novo,
vistoriando as obras do asfalto de Dom Inocêncio
obras da ponte sobre o riacho da Fazenda do Meio estão paradas
imagem: Manassés Campos

obras estão paradas desde o final de 2016
imagem: Manassés Campos

obras da ponte sobre o riacho da Fazenda do Meio estão paradas
imagem: Manassés Campos
Acesso à ponte do riacho da Fazenda do Meio. Obras paradas desde o final de 2016. imagem: Manassés Campos

sábado, 14 de janeiro de 2017

Já que chegou o final de semana...

Que tal curtir este excelente vaqueiro cantando um dos grandes sucessos internacionais "Please don't go". Sinta só a performance e elegância do "sertanejo universitário"


quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

SEDUC AVALIA OBRA MILIONÁRIA EM DOM INOCÊNCIO COMO DESNECESSÁRIA

Gustavo Almeida do Política Dinâmica
Sem funcionamento, escola foi pichada (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)
Uma obra milionária concluída há dois anos e nunca inaugurada no sertão do Piauí. Essa é a realidade de uma escola padrão Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (FNDE) entregue em 2014 no município de Dom Inocêncio, a 615 km de Teresina, mas nunca colocada em funcionamento pelo governo do estado. Sem uso, o local virou alvo de pichações e o dinheiro público investido se corrói com o passar do tempo.
A escola de R$ 1,7 milhão começou a ser construída na gestão do ex-governador Wilson Martins (PSB) e terminada no governo Zé Filho (PMDB). A construtora R. Melo, responsável pelo empreendimento, diz que entregou a obra no final de 2014. A área possui 400 metros quadrados, 10 salas de aula, pátio, refeitório, quadra esportiva coberta e vestiários, espaços que se degradam com a mesma intensidade dos ventos da região.
Mensagens de apoio ao PT dominam escola (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)
De acordo com a gestão anterior da Secretaria de Educação do Piauí (Seduc), a escola padrão FNDE de Dom Inocêncio teria a finalidade de oferecer ensino profissionalizante para jovens da região e ainda sediar um polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) aprovado para o município em 2013. A construção empregou cerca de 30 trabalhadores locais e alimentou a esperança de uma nova modalidade educacional na região.
Passados dois anos, nenhum aluno estudou na escola e quem precisa fazer um curso profissionalizante tem que deixar o município. Dom Inocêncio possui uma das maiores extensões territoriais do estado e já foi celeiro da educação piauiense nas décadas de 1980 e 1990. O colégio grande e com estrutura sofisticada também tinha a finalidade de contemplar a tradição educacional que marcou época no município.
1,7 MILHÃO SEM NECESSIDADE

Procurada pelo Política Dinâmica para explicar porque nunca colocou a escola para funcionar, a atual gestão da Seduc disse que o colégio foi construído sem necessidade e ainda mencionou que questões políticas teriam motivado a sua construção em Dom Inocêncio. A secretaria informou que já foram abertas matrículas para o ensino profissionalizante no local, mas não houve demanda. Alega também a existência de outra escola estadual relativamente próxima.

“O problema foi a construção. Ela não era para ter sido construída. É uma escola que já foram abertas inscrições, mas não dá alunos suficientes para poder abrir”, informou por meio da assessoria de imprensa.
Foto tirada em 2013, na época da construção (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)
Diante da situação, a Seduc diz que agora tentará emplacar a modalidade Pro-EJA no local. O modelo, segundo a secretaria, consiste em matricular pessoas que não terminaram os ensinos fundamental ou médio, mas fazendo ao mesmo tempo um curso técnico profissionalizante. Sobre a UAB, a intenção do governo é instalar os polos ainda este ano e, conforme a Seduc, um edital deverá ser lançado com as vagas.
Política Dinâmica tentou falar com o deputado federal Átila Lira (PSB) na manhã desta quarta-feira (11). Átila foi o secretário de Educação que destinou a escola para o município de Dom Inocêncio. Apesar das tentativas, as ligações não foram atendidas.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Rapper explica o que é ser negro no Brasil e deixa todos boquiabertos

" Eu sinto na pele!"

O rapper MV BILL deu uma verdadeira aula sobre o que é ser negro no Brasil. No programa de Serginho Groismann o artista mostrou que as oportunidades não são iguais para todos como muitos insistem em pregar, confira no vídeo

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

The Korgis - Don't Look Back (Traduzida)

Que tal começar o ano novo em alto astral ouvindo esta bela mensagem de otimismo. Don't Look Back (Não olhe para tás) lançado em 1982 é uma linda canção que nos diz para vivermos o mais importante momento, o PRESENTE.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

UPA de São Raimundo Nonato será inaugurada nesta sexta (6)

A unidade tem capacidade para atender uma população de até 100 mil habitantes
UPA de São Raimundo Nonato (Foto:James Almeida)
O governador Wellington Dias e o secretário da Saúde, Francisco Costa, inauguram, na próxima sexta-feira (6), em São Raimundo Nonato, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A unidade tem capacidade para atender uma população de até 100 mil habitantes, cobrindo os 18 municípios que integram o território da Serra da Capivara.
A UPA tem capacidade média de atender 150 pacientes por dia em sete leitos de observação e dois de estabilização acompanhados 24 horas por profissionais de saúde, dispondo dos serviços de urgência e emergência.
A unidade realizará, também, atendimentos clínicos, pediátricos e traumatológicos. Para os casos de maior complexidade, por meio da Central de Regulação, o paciente será encaminhado para um hospital de referência. Com a inauguração da UPA, o Hospital Regional Senador José Cândido Ferraz funcionará como hospital de retaguarda.
A inauguração da UPA permitirá o avanço na oferta de serviços no Hospital Regional Senador Cândido Ferraz, “já que conseguiremos dar agilidade à construção do Centro de Parto Normal e da Unidade de Cuidados Intermediários do Hospital. Nesse esforço conjunto daremos à região condições de aumentar sua capacidade de resolver as demandas de saúde da população”, disse Francisco Costa.
Além da inauguração da UPA, Wellington Dias e Francisco Costa irão visitar as obras de construção do Centro de Parto Normal (CPN) e dos dez leitos da Unidade de Cuidados Intermediários Comuns (Ucinco) do Hospital Regional.
A Unidade de Cuidados Intermediários contará com dez leitos e o Centro de Parto Normal disporá de cinco salas Pré-paro, Parto e Pós-parto (PPP), para realização de partos humanizados.

Abandonada há muito tempo, A UPA de São Raimundo já foi alvo até de memes neste blog por passar tanto tempo sem ser inaugurada. Veja aqui a matéria de três anos atrás em janeiro de 2014.



A Unidade de Pronto Atendimento fica na entrada da cidade próxima às onças

Veja também:
20.01.2014 Sem funcionar, prédio da UPA em São Raimundo Nonato está entregue ao abandono e deteriorando. Mas, "Não se faz Copa do Mundo com hospitais", alertou Ronaldo, o Fenômeno, lembra-se!

Brasileiro troca marca preferida de produto de limpeza por preço menor

As marcas de faixa de preço alto perderam importância em 19 categorias das 24 analisadas pela Nielsen



Em 2016, oito em cada dez consumidores trocaram o produto de limpeza que costumavam usar por marcas de preço mais baixo, como efeito direto da queda de renda provocada pela crise econômica. As embalagens econômicas representavam no mês de dezembro 18% dos gastos do consumidor, alta de 2,2 pontos percentuais em relação ao ano passado.
A redução do poder aquisitivo devido ao desemprego e à contenção de despesas das famílias é o fator mais importante para determinar o desempenho do setor, diz Antonio Calcagnotto, presidente da Abipla (Associação Brasileira das Indústria de Produtos de Limpeza e Afins). Apesar da queda em volume de 4,6% nos 12 meses, até agosto, a boa notícia é que a compra de produtos de uso específico, como limpadores de superfícies e itens de higienização de banheiros, está crescendo. São itens mais sofisticados e de preço médio mais alto, o que eleva a rentabilidade das fabricantes.
As marcas de faixa de preço alto perderam importância em 19 categorias das 24 analisadas pela Nielsen. Sua representatividade em volume caiu de 46,8% para 44,2% da cesta. Produtos de preço intermediário subiram de 28,1% para 29,1% da cesta e os mais baratos cresceram 1,6 ponto percentual, para 26,7%.
Para enfrentar a crise econômica, as embalagens econômicas ganharam relevância na compra de 46% dos segmentos de limpeza. O sabão de roupa de 2 a 5 kg ganhou importância, assim como o amaciante em embalagens de 5 litros, no caso de diluídos, e de 1 litro a 1,5 litro em concentrado, diz Domenico Filho, analista da Nielsen.
As compras ficaram mais planejadas em 2016. O abastecimento representou 43,3% das ocasiões de compra em junho deste ano, ante 40,7% em igual mês de 2015. A compra por emergência ou impulso caiu de 4,5% para 2,8%. A importância em valor das marcas de médio valor subiu de 28,1% para 29,1% na comparação anual. Os itens de baixo valor passaram de 25,1% para 26,7%.
O Brasil é o quarto maior mercado de limpeza do mundo, depois de EUA, China e Japão. O país subiu quatro posições desde 2010. O mercado de produtos de limpeza no Brasil somou US$ 5,8 bilhões em 2015, segundo a Euromonitor International, e deve chegar a US$ 8,1 bilhões em 2020.
Nos próximos cinco anos, a indústria deve crescer menos em volume e mais em valor, pois o consumidor deve investir em produtos mais específicos e de valor mais alto.
Calcagnotto, diretor de assuntos corporativos da Unilever, tem três prioridades à frente da Abipla: reduzir a informalidade, simplificar a tributação e definir padrões para os produtos concentrados e compactados.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) tem 2,3 mil empresas cadastradas no segmento de higiene e limpeza, mas o mercado real é estimado em praticamente o triplo: 7 mil. A informalidade é um dos principais problemas do setor, pois os produtos clandestinos são vendidos a preços bem mais baixos, tirando mercado das empresas formalizadas.
A simplificação tributária é outra bandeira da associação, que pleiteia alíquotas comuns de ICMS (Impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).
Responsáveis pela economia de até 78% de água e redução de até 71% de emissão de gás carbônico, segundo dados das empresas do setor, os produtos concentrados e compactos são considerados uma tendência, mas precisam de padronização.

Conheça o supermercado do futuro

Nesse modelo de ‘loja’ o cliente tem acesso às prateleiras de produtos, mas sem sair do carro

O projeto do supermercado do futuro é do inventor russo Semenov Dahir Kurmanbievich. Trata-se de um modelo baseado no tradicional drive-thru. Mas neste, o cliente tem acesso às prateleiras de produtos, sem sair do carro. A ideia é que o público possa ver, pegar, escolher, ensacar e pagar os produtos ao final.

Pelo projeto, o cliente, dentro do carro, passa por várias janelas onde terá acesso a prateleiras rotativas onde vão ficar as mercadorias. É como se ele estivesse passeando com o carrinho de compras pelas seções de uma loja física. As prateleiras rotativas possibilitam acesso a vários itens da mesma categoria. O cliente consegue escolher a categoria por meio de um computador que fica ao lado de cada janela de compra. 

Os itens escolhidos são depositados pelo próprio cliente numa sacola que fica abaixo das prateleiras rotativas e só pode ser retirada quando o processo de compra é finalizado. Os caixas para pagamento são semelhantes aos de um tradicional drive-thru. Até o momento nenhuma rede no mundo trabalha com esse modelo de atendimento. Mas quem sabe daqui a alguns anos? 
No vídeo abaixo, veja como todo o processo funciona incluído os bastidores:

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Prefeito baiano entrega as chaves da cidade à Deus em decreto

"Cidade de Deus"  Do G1 BA   Feliz é a nação, Cujo Deus é o senhor...!!










O prefeito da cidade de Guanambi, no sudoeste da Bahia, Jairo Magalhães (PSB), publicou um decreto na segunda-feira (2), primeiro dia útil do ano, que entregou a chaves da cidade a Deus. No documento, o gestor do município declarou também que a cidade pertence a Deus. Ele assumiu o cargo no domingo (1º), e esse foi o primeiro ato dele à frente da prefeitura.
"Declaro ainda que todos os principados, potestades, governadores deste mundo tenebroso, e as forças espirituais do mal, nesta cidade, estarão sujeitas ao senhor Jesus Cristo de Nazaré", afirma o gestor na publicação.
O decreto foi intitulado como "Entrega  da  chave  da  cidade  ao  Senhor Jesus Cristo". Ainda no documento, Jairo Magalhães disse que "cancela todos os pactos realizados com qualquer outro deus ou entidades espirituais". Ele conclui o decreto com afirmação de que a palavra dele é irrevogável.
Jairo Magalhães, prefeito de Guanambi, na Bahia (Foto: Divulgação/ Prefeitura de Guanambi)Jairo Magalhães, prefeito de Guanambi, na Bahia
(Foto: Divulgação/ Prefeitura de Guanambi)
O prefeito de Guanambi é empresário e foi eleito com pouco mais de 50% dos votos em primeiro turno. Jair também já foi vereador, presidente da Câmara de Vereadores e vice-prefeito de Guanambi.
Por meio de nota, o prefeito de Guanambi informou que a publicação "não teve a intenção de ferir a laicidade e que foi inspirada no preâmbulo do texto constitucional, que invoca o nome de Deus. Jairo Magalhães afirmou ainda que tem  harmonia e respeito com todos que professam, ou não, os mais variados credos.
Na nota, o prefeito também pede desculpas pelo decreto e disse que não teve a intenção de ofender nenhum cidadão ou religião. O gestor de Guanambi conclui o esclarecimento com a afirmação de que a obrigação dele é de "governar para todos, primando pelo diálogo inter-religioso, sem distinção de qualquer natureza".
Por conta do decreto, o procurador Rômulo Moreira, do Ministério Público da Bahia (MP-BA), fez uma representação nesta terça-feira (3), onde solicitou à procuradora geral, Edine Lousado, que entre com uma ação contra o prefeito Jairo Magalhães. A Procuradoria Geral de Justiça vai avaliar a representação do procurador e, caso seja aceita, haverá uma ação direta de inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça do Estado (TJ-BA) para anular o decreto.
  •  
Prefeito de cidade de Guanambi, na Bahia, diz em decreto que cidade pertence a Deus (Foto: Reprodução/Diário Oficial de Guanambi)Prefeito de cidade de Guanambi, na Bahia, diz em decreto que cidade pertence a Deus (Foto: Reprodução/Diário Oficial de Guanambi
)