segunda-feira, 26 de junho de 2017

Sabão Anita para lavar roupas da Cristal conquista dona de casa


O novo Sabão Anita é o sabão líquido para lavar roupas da Cristal. Mais econômico e rende bem mais que uma caixa de sabão em pó de 500g e o que é melhor, com um preço acessível, em torno de cinco reais, você já pode aderir a nova mania de lavar roupas no tanquinho ou na máquina.

Rendimento e utilização

O Sabão Anita possui alto rendimento tanto na máquina como no tanquinho. Com alto poder de limpeza e espumação, coloque primeiro a água no tanque, em seguida você pode adicionar um copo americano, cerca de 100ml, para até dez litros de água ou seja, um litro do Sabão Anita pode render o suficiente para lavar roupas em até 100 litros de água, desde que a roupa não esteja muita suja e não exija uma limpeza mais pesada.


O Sabão Anita lava roupas brancas e coloridas e não mancha. Recomenda-se separar as roupas brancas das escuras e coloridas.

Nos casos em que a roupa exigir um maior poder de limpeza pela quantidade de sujeira encontrada, é necessário aumentar a quantidade de sabão utilizada de acordo com o grau de sujidades.

Em seguida utilize o Amaciante Blue Sky da Cristal para soltar as fibras das roupas e deixar um aroma delicioso nos tecidos.


CRISTAL PRODUTOS PARA LIMPEZA

A dona de casa aprovou. O produto é ideal para ser utilizado no tanquinho ou na máquina. Não lave mais roupa como no século passado!

O sabão líquido não agride suas mãos como o sabão em pó que pode causar micoses em seus dedos entre as unhas. Se você tiver alergia na pele com o uso do sabão em pó suspenda o produto e passe a usar o sabão líquido. 


O consumo de sabão líquido está crescendo mais pela sua praticidade e o sabão em pó, além de poluir os rios e as nascentes, devido aos seus componentes, que é uma prática nociva ao planeta, está sendo substituído pelo sabão líquido, que não causa a poluição das águas. 

O sabão líquido Cristal pode ser usado em qualquer tipo de água, mesmo salobra, pois não "corta" e não desanda em contato a água. Contribua com o meio ambiente.

Você pode encontrar o Sabão Anita nos distribuidores ao lado e nas melhores lojas de São Raimundo Nonato e Dom Inocêncio. Experimente!

contato: fone (89)3582-2236
celular: (89)  98123-3794/98103-3938 vivo  
c/Raimundo Campos

email: raimundocamposcpl@gmail.com
blog: cristalprodutosparalimpeza.blogspot.com


fabricação do sabão liquido
lavagem de roupas na máquina pedem sabão liquido

o Sabão Anita da Cristal é ideal para o tanquinho ou a máquina de lavar

Brincando com a democracia

Quando funciona, a democracia é preciosa. Participação popular nos rumos do país através de seus representantes dá legitimidade às decisões, e garante que os interesses de todos sejam considerados e que o tecido social não esgarce...

sábado, 24 de junho de 2017

UMA CIDADE PEGA DE SURPRESA

OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL APONTA DESVIOS MILIONÁRIOS DE RECURSOS PÚBLICOS E DEIXA POPULAÇÃO PERPLEXA COM PRISÕES
fonte e comentários: Gustavo Almeida/ Política Dinâmica
  
A cidade de Dom Inocêncio, no sertão do PI (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)A cidade de Dom Inocêncio, no sertão do PI (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)
O jornalista inocentino Gustavo Almeida publicou em sua coluna no site Política Dinâmica um relato dos desdobramentos da operação "Pastor" deflagrada na "Terra dos Sanfoneiros" esta semana. A tão conhecida "Terra dos Caprinos"  acordou nesta quarta-feira (21/06) com a Polícia Federal batendo às portas. Confira a opinião do colunista e a reação dos internautas através dos comentários postados no site:

" A deflagração da Operação Pastor, cujo alvo principal são desvios milionários de recursos públicos em Dom Inocêncio, a 615 km de Teresina, pegou toda uma população de surpresa. O município de aproximadamente 10 mil habitantes se espantou com a notícia de que um ex-gestor e parte de seus ex-secretários municipais foram presos pela Polícia Federal.
A presença de viaturas da PF na prefeitura e em residências deixou boquiaberto um povo acostumado com a calmaria. A luta das instituições de controle e da Justiça contra a corrupção tem sido cada vez maior no país, operações são constantes, mas, mesmo assim, é impossível não deixar chocada uma gente simples e pacata quando isso acontece diante de seus olhos.
Encravado no meio do semiárido, Dom Inocêncio possui deficiências e necessidades que atingem a maioria dos municípios brasileiros. Até a água, uma das mais básicas necessidades do ser humano, é escassa na região. Mesmo com tantas dificuldades e carências, vem à tona um rombo milionário que impediu a construção de cisternas, creche, sistema de abastecimento, escolas e serviços de saúde.
O choque em ver conhecidos sendo levados pela polícia é natural, mas também é natural [e necessário], que a Justiça e o combate à corrupção sejam feitos para o bem de todo um povo. Uma gente simples e trabalhadora não pode ser penalizada com o desvio de cifras milionárias que escorrem pelo ralo da corrupção, destrói esperanças e mata sonhos.
Que a Justiça seja feita, que os acusados tenham seus direitos de defesa expressamente respeitados e que sejam devidamente julgados. Esta quarta-feira (21) não é um dia para ser comemorado por nenhum filho de Dom Inocêncio, mas deve ser lembrada como uma data histórica. O dia em que a Justiça, em prol de uma coletividade, mostrou que nem mesmo no mais isolado rincão se admite reinar a corrupção."


Nivalda Maria De Almeida · 

Com certeza. Não é um fato pra se festejar. É para se lamentar, pois é uma pena chegar-se a esse ponto.
Adriano Jose Barbosa
E necessário chega a este ponto para que outros saibam que ninguém está acima da lei, parabéns a polícia federal pela operação.
CurtirResponder321 de junho de 2017 19:27
Andre Rubens de Lima · 
Trabalha na empresa Func publico

Parabéns pela matéria !!
Manoel Lopes Dias
é lamentável agente ver um município tão pobre um povo tão carente de tudo ver seus a diministradores surrupiando o dinheiro público dinheiro que é p o melhoramento da queles coitados seja na saúde educação infraestrutura do município e ver esses bandidos fanfarrando com o dinheiro público tem que ir p acadeia pena de morte jápara corruptos.
Adriano Jose Barbosa
Mim desculpe meu amigo mas foi um dia pra ser comemora sim (histórico também) pois família sofrer com os desvio destes que foram presos, sei que podem ser parentes seus ou faz parte do grupo político, espero que esse dia tb chegue em outros municípios pra que as pessoas comemorem e muito.
Paulo Rocha · 

Tem que comemorar sim, bandido sendo preso e ainda mais por ter roubado dinheiro público de um povo que já sofre tanto por outras coisas e, não e é pra comemorar? Fala sério, ne? Tem q se lamentar o fato de á população está sofrendo nas mãos dessa gente que só pensar em lucrar às custas de dinheiro público e se comemorar e agradecer a PF e a todos os responsáveis por jogar está corja na cadeia
Lúcia Ferreira · 

O projeto das sisternas ja enriqueceu muitos. Porque não perfurar poços nas creches? Sertamente não dá lucro!
CurtirResponder22 h

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Iniciam os festejos em Dom Inocencio

Nesta sexta-feira (23/06) tem inicio as festividades em Dom Inocencio. O municipio, que apareceu na midia jornalistica de todo o estado esta semana devido ao esquema de  verbas desviadas por ex-gestor municipal, tenta esquecer o que passou e seguir em frente em busca de uma nova realidade mais justa e humana. Veja imagens da sede ornamentada:



A imagem pode conter: atividades ao ar livre

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Entenda por que prenderam o ex-prefeito de Dom Inocêncio. PF explica o caso

      com informações do portal G1
O ex-prefeito da cidade de Dom Inocêncio, Inocêncio Leal Parente, 
no Sul do Piauí, foi preso pela Polícia Federal durante a Operação 
da República Patrício Noé da Fonseca, o ex-gestor é suspeito de desviar 
recursos do governo federal que seriam destinados à implantação de 
cisternas no semiárido piauiense e para reformas de escolas e aquisição 
de veículos para transportar alunos.
O procurador Patrício Noé disse considerar o ex-prefeito o chefe da
ação criminosa que atuava há pelo menos 10 anos, desviando recursos
nos municípios de Dom Inocêncio e São Raimundo Nonato.
“O ex-prefeito é líder do bando porque mesmo fora da prefeitura era 
responsável por ir atrás de convênios e assinar documentos de
prestação de contas de obras não executadas. 
Através de interceptações telefônicas foi possível verificar estas 
negociações fraudulentas”, detalhou.
O delegado Carlos Alberto, da PF, destacou os prejuízos causados à 
população em consequência dos desvios. "O valor é substancial para
um município pobre do sertão. Recursos que deixaram de ser aplicados
na construção de creches, cisternas.

Muito mais que o prejuízo financeiro, tem o social. Durante muito 
tempo as pessoas deixaram de ter serviços básicos de educação e 
saúde para que pessoas responsáveis por administrar o município enriquecessem criminosamente", declarou.
O procurador da república Patrícia Fonseca detalhou o esquema (Foto: Catarina Costa/G1 PI)

Além do ex-prefeito, foi preso um empresário dono de uma
construtora que atuava nas fraudes. Os dois estão presos 
preventivamente. 

Entre os presos temporários estão os ex-secretários de
administração da cidade, que é cunhado do ex-prefeito, de finanças, 
além de contadores, fiscais da prefeitura e pessoas ligadas às 
empresas investigadas. Dos 27 mandados, apenas um está em aberto 
e diz respeito a uma condução coercitiva em Brasília.
O procurador destacou que a atuação ocorria em mais 15 municípios 
do Piauí e o grupo preparava um esquema para expandir os crimes 
para a Bahia e Pernambuco.
Segundo a PF, durante a operação foram cumpridos um total de 27 
mandados, entre prisão preventiva e temporária, condução coercitiva 
e de busca e apreensão nas cidades de Teresina, Dom Inocêncio,
São Raimundo Nonato e também em Brasília.
A fraude foi descoberta após analise de documentos porque,
conforme o procurador, a quadrilha falsificava a prestações de contas
com objetivo de desviar os recursos.
"A quadrilha atuava em municípios daquela microrregião e de outros 
estados. As investigações continuam com o objetivo desarticular o 
bando criminoso", ressaltou o procurador.
O nome da operação faz referência ao local onde iniciaram as 
investigações, Dom Inocêncio.



Polícia Federal prende ex-prefeito em Dom Inocêncio e empresário sanraimundense

com informações do GP1

A Polícia Federal baixou em Dom Inocêncio nesta manhã de quarta-feira (21/06), como é de praxe em suas ações, sempre agir no início da manhã, e prendeu o ex-prefeito Inocêncio Leal Parente ( a esquerda na foto) por atos irregulares em sua gestão que durou de 2007 até 2012.

Os federais também prenderam o empresário de São Raimundo Nonato, Décio de Castro Macedo (a direita na foto)  da Construtora Jenipapo e filho do ex-deputado Newton Macedo por fazer parte da mesma operação de desvio de recursos dos municípios citados.

A operação denominada "Pastor" afirma que foram desviados cerca de 5 milhões de reais somente em Dom Inocêncio calculados até o momento. Os desvios afetaram o Ministério da Educação, Funasa e Codevasf. O grupo é investigado por práticas de peculato, desvios em licitações, corrupção ativa e passiva.
Inocêncio Leal Parente e Décio de Castro
imagem: GP1


Agentes na sede da PF em Teresina
Confira a nota da Polícia Federal:

A Polícia Federal afirma que na manhã desta quarta-feira (21/06) foi deflagrada a operação "Pastor" para fazer cessar ação de grupo criminoso atuante nos municípios de São Raimundo Nonato, Dom Inocêncio, Teresina.

Os desvios de recursos afetaram o Ministério da Educação, Funasa e Codevasf. O grupo é investigado por práticas de peculato, desvios em licitações, corrupção ativa e passiva. O prejuízo apurado até o momento ultrapassa os R$ 5 milhões.

Maiores informações serão dadas as 10;30h na sede da Polícia Federal em Teresina.

Delegada Larissa Magalhães e delegado Albert Moura