terça-feira, 28 de outubro de 2014

Dilma teve menos votos no Norte e Nordeste do que no Sul e Sudeste. Compare os resultados das urnas!



direto do perfil de Dep Zarattini.

Anac fará vistoria no aeroporto de São Raimundo para receber voos regulares

A Anac (Agência Nacional de Avião Civil) vai enviar técnicos ao Piauí para realizar vistoria no aeroporto Serra da Capivara, no município de São Raimundo Nonato ( a 517 km de Teresina). A visita foi comunicada ao  governo do Estado e a Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham).




Os técnicos estarão no Piauí nos dias 5 e 6 de novembro para iniciar o processo de homologação da pista e balizamento do aeroporto. Segundo o diretor executivo da Esaero (Serviços Aeroportuários), Antônio Mesquita, a vistoria inicia o processo para abrir o tráfego aéreo público. 

“Com a vistoria inicia etapa de internacionalização do aeroporto. Ao se tornar público, com aval da vistoria, o aeroporto será incluído no Plano de Investimento e Logística (Pio) da Secretaria da Avião Civil da Presidência da República”, disse  Antônio Mesquita.

O aeroporto de São Raimundo Nonato foi inaugurado em 2009 com pista de 1.600 metros de cumprimentos e 45 metros de largura, com balizamento noturno. “Os técnicos farão um laudo e encaminharão observações, caso haja necessidade, e depois será publicado no Diário Oficial da União o novo indicativo do aeroporto público. Com isso, fica apto a receber transporte aéreo comercial”, ressaltou Antônio Mesquista.

Na vistoria, os técnicos irão analisar as condições da pista, sinalização, alimentação de energia, operação do balizamento e outras questões.
“Já foi aprovado pelo Cindacta 3 todas as áreas de proteção ao aeroporto e encaminhado a Anac”, disse o diretor executivo.

Força tarefa agiliza processo

A superintendente de Obras da Secretaria de Infraestrutura, Cristina Lages Castelo Branco, informou que o governo do Estado contratou uma empresa com know how para ajudar na homologação do aeroporto. “Existe uma burocracia especializada e que a empresa nos ajudou na regularização dos documentos. A Anac já solicitou parecer favorável a homologação e por isso vamos receber a equipe técnica”.

Foi montado uma força tarefa para agilizar a homologação composta pela Secretaria de Infraestrutura,   Secretaria de Desenvolvimento e Trabalho, Fumdham, Esaero e a Superintendência de representação do Estado do Piauí em Brasília.

Segundo a superintendente, o governo está investindo R$ 17 milhões na pista e na conclusão do terminal. Cristina Lages lembra que a homologação é importante até mesmo para que a arqueóloga Niède Guidon busque recursos para o aeroporto e também para aumentar o tráfego de turistas.

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com 

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Vitória apertada de Dilma beneficia o Brasil

Artigo especial/Painel do leitor
dilma rousseff
*Por Leandro Magalhães

O que me deixou satisfeito, nestas eleições, foi ver que  —  diferentemente do passado  — a população (que está mais atenta) conseguiu atrair-se por duas correntes de pensamento com bons discursos e argumentos entre elas. O que ganhamos com isso? Simples. O PT, que ficará mais quatro anos no poder, terá que fazer melhor do que fez para não perder o posto.

Terá que agradar os mais de 51 milhões de eleitores que, ou reprovaram a gestão petista ou querem ver mais ação. Terá que agradar o mercado financeiro, que sinalizou uma rejeição à atual política econômica com a queda, após as eleições, das ações das estatais e do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira. Terá que agradar uma classe média, que quer a mesma atenção dada à população mais pobre.

Caso o PT não altere a política econômica e não solucione esses e outros erros da gestão, haverá o PSDB para ameaçar e chegar ao governo junto com milhões de brasileiros que abraçaram uma outra opção no último domingo.

Alguém tem dúvida de que o PSDB, conquistando o governo, fará uma má gestão para perder o posto para o PT após 16 anos longe do Palácio do Planalto? Evidentemente, o PSDB tentará fazer mais do que o PT fez para não perder o poder. A mesma preocupação será do PT.

Saímos de uma eleição polarizada. E isso é muito bom. Isso vai exigir de quem ficará no comando do País melhorias, correção de erros e mais sintonia com os anseios da população. Essa polaridade de ideias e ameaça de perda de poder aos dois partidos têm exemplo bem-sucedido na história mundial.

Basta ver a rivalidade e a alternância entre os Democratas e Republicanos no governo norte-americano desde 1885, com a chegada do ex-presidente Grover Cleveland. Os dois partidos revezam o poder sempre com novas propostas para melhorar o que já foi feito por cada um deles. E ganha quem faz mais e melhor.

A mudança, dessa forma, é obrigada a chegar. E é assim que o País cresce. E é assim que nós ganhamos. É assim que os institutos partidários – que, na sua maioria, atualmente, só servem para receber dinheiro do governo e acomodar apadrinhados – passam a fomentar ideias, a buscar especialistas, a se preocupar em encontrar saídas para resolver problemas do País, sejam ideias copiadas ou não.

Enfim, cumprem com o papel essencial e mais valioso de um partido e de um governo: criar um projeto de país pensado e estudado com antecedência.

O avanço no eleitorado do PSDB e a perda de voto e de espaço do PT revelam que, independentemente de quem estiver no poder, terá que mostrar serviço  ao eleitor.
Essas eleições presidenciais do último domingo deixaram nossa Democracia, de apenas 29 anos, mais experiente e madura. Acendeu a luz de alerta nos governantes: uma grande parcela da população que sentiu uma melhora nos últimos anos quer mais. Ela está atenta e à espera do que vem nos próximos quatro anos.

*Professor e jornalista de política em Brasília

Prefeito atribui vitória de Dilma ao Bolsa Família. 93,4% dos eleitores de Carnaubeira, no interior de Pernambuco votaram em Dilma com medo de perder benefício

Prefeito ficou com medo de perder eleitores para próxima eleição
Prefeito de Carnaubeira da Penha, no Alto Sertão de Itaparica, a 426 km do Recife, município onde a presidente Dilma obteve a maior votação proporcional do Estado (93,4%), Neto Gonçalves (PSB) atribuiu, há pouco, numa entrevista gravada para o Frente a Frente, que o eleitorado votou maciçamente na candidata do PT porque é, em quase sua grande maioria, beneficiária do programa Bolsa Família.

“Aqui, não adiantou fazer campanha, porque o que valeu foi o voto da Bolsa Família”, disse Neto, adiantando que ainda chegou a fazer porta a porta. “O voto de agradecimento ao Bolsa Família era tão enraizado e certo que se a gente insistisse poderia perder o aliado para a eleição de 2016”, afirmou o prefeito.
blog do Carlos Britto

Dilma venceu graças a Minas Gerais e não apenas pelo votos do Nordeste, afirma historiador econômico. Veja o mapa da distribuição dos votos pelo Brasil


O historiador Thomas Conti se cansou das mensagens de ódio e xenofobia lançadas nas redes sociais neste domingo, depois de encerrado o 2º turno das Eleições que sagraram Dilma Rousseff (PT) presidente. Diversos internautas compartilharam mapas do Brasil divididos entre o vermelho e o azul, representando, respectivamente, PT e PSDB. 

Para provar que não é bem assim, Conti decidiu levantar os números e pintar o mapa do Brasil e das eleições conforme a realidade. Os resultados? Estamos “juntos e misturados” e não há vermelho e azul e, sim, um roxo 'esparramado' por todo o território. os números em escala de cor – sendo o vermelho básico representado a candidata do PT e o azul básico o candidato do PSDB. A cor roxa demonstra a mistura de votos nos estados e, como percebemos, é predominante.

Apesar de ter recebido milhares de mensagens de ódio e preconceito, por eleitores enfurecidos, ele destaca a importância da divulgação de dados e informações corretas – para ir contra os “memes” e compartilhamentos sem estudos. “É muito triste ver como tanta gente não perde a oportunidade de disseminar discursos de ódio. Embora alguns talvez não tenham salvação, pensei que muita gente poderia estar com conclusões erradas por desinformação. Tentei ajudar na campanha contra esse ódio aos nordestinos, que não tem sentido nenhum”, disse.

Minas Gerais, a história e a vitória de Dilma
Para Thomas, ao contrário do cenário nordestino mostrado na internet,  Minas Gerais tem importante participação na vitória da petista. “Na verdade, se o Aécio tivesse se garantido em Minas, seu próprio Estado, a mesma margem que conseguiu em Estados como o Acre e Santa Catarina, teria saído eleito das urnas. Mas não foi o caso e o nordeste não tem culpa de seus estrategistas de campanha terem dado MG como vitória certa”, afirma.


Como diz o próprio candidato mineiro, Aécio Neves, não há como apagar a história. E quando olhamos para ela, enxergamos a importância de Minas Gerais nas decisões eleitorais. O historiador  lembra que Minas sempre foi central na política – há muitos anos. “Quem não lembra da "política do café com leite", São Paulo e Minas se revezando no poder durante a Primeira República?”, relembra.
Terra.com


Quem conhece Aécio não votou em Aécio. Candidato do PSDB perdeu por ter sido derrotado em Minas Gerais, seu próprio estado. MG decidiu a eleição a favor de Dilma

Em uma eleição disputadíssima, Aécio Neves contraria pesquisas e vence em 12 estados com maiores colégios eleitorais, mas não consegue vencer em sua terra natal, estado em governou, Minas Gerais que preferiu Dilma, também mineira, eleita graças, principalmente aos mineiros.

Sei que alguns podem até discordar, mas não foi  apenas o Norte/Nordeste que deram a vitória PT.Minas Gerais foi o fator decisivo. O apoio de Marina Silva não foi suficiente para Aécio, que perdeu no  Pernambuco, local onde Marina venceu no 1º turno. Isto sem contar os cerca de 30 milhões de votos que não  se definiram  por um candidato e que poderia ter decidido a eleição. Dilma teve mais votos entre a classe mais humilde, em cidades pequenas e Aécio, ao contrário, venceu nas grandes metrópoles, sobretudo do Sul/Sudeste.

Não demorou muito e os candidatos foram comparados a times brasileirosVídeo: Brasil vive carência de camisas 9

Uma das certezas desse fim de eleição é que os ignorantes de sempre culparão os nordestinos ignorantes pela derrota de Aécio Neves e proporão um racha.
Estarão errados, mais uma vez, não apenas pelo julgamento odioso. O Nordeste escolheu Dilma maciçamente — inclusive Pernambuco, onde a viúva de Eduardo Campos declarou apoio a Aécio Neves –, mas decidiu o pleito com a ajuda inestimável dos mineiros.
Para quem se jactava de ter deixado o cargo com 92% de aprovação, número nunca comprovado, e falava de seu estado com um tom de apropriação, foi uma paulada. Claramente ressentido, Aécio não dirigiu palavra à mineirada. Minas livrou o Brasil de seu filho.
Veja o que disse Fernando Rodrigues do UOL

 "Em Minas Gerais, Aécio perdeu para Dilma (52,4% a 47,6%). A diferença entre ambos foi de 550 mil votos. Seriam insuficientes para o tucano ter invertido o resultado.
Só que no começo da atual corrida presidencial, o que todos ouvíamos dos tucanos era que o candidato Aécio Neves iria destroçar qualquer adversário em solo mineiro. Sua vitória seria com 70% ou mais dos votos válidos. Até na última sexta-feira (24.out.2014), a cúpula tucana vendia nos bastidores a ideia de que teria ocorrido uma grande virada pró-PSDB em Minas Gerais.
Se essas previsões tucanas tivessem se confirmado, a história teria também sido outra –até porque o total de votos válidos em Minas foi de quase 11,5 milhões; uma vitória acachapante entre os mineiros teria dado a Aécio o Palácio do Planalto.

Só que Aécio tomou todas as decisões políticas erradas em seu próprio quintal. Negligenciou o processo de escolha do candidato a governador de Minas Gerais. Escolheu um político que há muito estava afastado do Estado, Pimenta da Veiga. 

No segundo turno, o tucano teria de ter se concentrado muito em seu Estado para reverter o cenário. Mas de novo só acordou para o problema depois que as propagandas petistas já o trucidavam na TV, martelando o slogan “quem conhece Aécio não vota em Aécio”, tendo como pano de fundo a gestão tucana em Minas Gerais."

Presidente do Nordeste? Nada. Dilma fez 40% dos votos no Sul e ganhou no Rio e em Minas

Um dos resultados da eleição deste domingo é a de que muita gente dirá que o país está “dividido”, já que um candidato fez mais votos em alguns lugares e outro venceu em alguns estados (ou regiões). Fala-se, por exemplo, que Dilma seria presidente por causa do Nordeste, onde foi muito bem. mas não há nem de longe a divisão do país que se diz.
A região Sul, por exemplo, deu 40% dos votos para Dilma Rousseff. Foram 6,3 milhões de votos. Ok: Aécio ganhou nos três estados, e somou 9,6 milhões de votos na região. No total, ficou com cerca de 60% de votos na região.
No Sudeste, Dilma ganhou a eleição no Rio de Janeiro e em Minas Gerais.
Mesmo que não fosse assim, a eleição seria legítima, já que o que conta é o país como um todo, e não uma votação num lugar específico. Mas é importante perceber que os dois candidatos conseguiram muito apoio em todos os lugares.
Até porque tem havido (inclusive hoje) gente dizendo coisas horrorosas sobre uma possível divisão (legal) do país. E fazendo atos terríveis de preconceito por motivos eleitorais.

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/ UOL.com/Veja.com

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Águas do São Francisco já correm pelos canais de Transposição. Assista ao enchimento do canal transposicao - 2014



O
s ministros Miriam Belchior (Planejamento) e Francisco Teixeira (Integração) vistoriaram nesta quarta-feira (22/10) as obras do Projeto de Integração do rio São Francisco (PISF), no trecho localizado no município de Floresta, em Pernambuco.

Belchior e Teixeira acompanharam testes de bombeamento de água na Estação de Bombeamento 1 (EBV1), em Floresta, que foram iniciados na última segunda-feira (13/10), cumprindo o cronograma de andamento das obras.
Até o final do ano, esse trecho da obra – a Meta 1 Leste – estará em pré-operação e, em seguida, entrará em operação comercial.

As estações de bombeamento são estruturas responsáveis por elevar a água de um TERRENO mais baixo para um mais alto. O Projeto de Integração do São Francisco tem seis estações no eixo Leste e três no eixo Norte.
A estação bombeia a água do lago de Itaparica até a o reservatório Areias, que fica em Floresta.

Ao todo, as estruturas do eixo Leste irão elevar a água em 300 metros acima do nível médio do lago de Itaparica até o ponto mais alto do canal – altura que pode ser comparada a um edifício de 100 andares.
Veja fotos das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco.
Em agosto deste ano foram abertas as ensecadeiras (barramento), enchendo os canais até as primeiras Estações de Bombeamento dos dois eixos do projeto: Norte e Leste.



O empreendimento está hoje com 66,1% de sua execução física concluída. As obras deverão ser finalizadas até dezembro de 2015. Cerca de 1,5 mil trabalhadores atuam na obra, além de 4,1 mil máquinas em operação ao longo dos 477 quilômetros de sua extensão.

O Projeto de Integração do rio São Francisco inclui dois canais lineares, 13 aquedutos, nove estações de bombeamento, 27 reservatórios e quatro túneis para o transporte de água.
Durante os testes, os técnicos do ministério da Integração fizeram ajustes entre os vários equipamentos da estação de bombeamento, entre elas as motobombas que fazem a água entrar nos reservatórios. Cada bomba pesa cerca de 100 toneladas, o equivalente a 100 veículos populares.

O Projeto de Integração do São Francisco (PISF) é um empreendimento de proporções e complexidade elevadas que vai garantir segurança hídrica a uma população de cerca de 12 milhões de pessoas em 390 municípios do Nordeste brasileiro.

Trata-se do maior projeto hídrico brasileiro cuja proposta data do Segundo Império (segunda metade do século 19). Desde então todas as tentativas de implantação do projeto fracassaram. As obras começaram de fato apenas em 2007.

Obras de transposição são complicadas e difíceis de serem tocadas em qualquer parte do mundo. O projeto Colorado-Big Thompson (SITE em inglês), nos Estados Unidos, tinha 240 quilômetros de extensão e levou 21 anos para ser concluído. A transposição Tejo-Segura, na Espanha, demorou 40 anos para ter os seus 242 quilômetros concluídos.

Já os 150 quilômetros do Projeto Chavimochic, no Peru, foram executados em 10 anos. O Projeto de Integração do Rio São Francisco tem um total de 477 quilômetros de extensão.

jornal luzilândia

Médico do Piauí chama Dilma de "cadela incompetente", "irresponsável", "terrorista" e "vagabunda". Até uma página foi criada para reunir as publicações de ódio

N
o segundo turno das eleições, no Piauí a presidente Dilma, candidata à reeleição, está sendo vítimas das mais agressões de preconceito e discriminação. Nas redes sociais os adversários do PT assacam contra a candidata as baixarias mais repugnantes possíveis.
No Brasil, os considerados "elitistas" culpam os cidadãos dos Estados do Nordeste pelas mazelas da nação. Em virtude dos xingamentos contra os nordestinos, até uma página foi criada para reunir as publicações de ódio.
No Piauí, os xingamentos não param. É o caso do médico cardiologista Ricardo Lobo, descendente de uma das famílias oligarcas mais tradicionais da região de Floriano, que nas redes sociais chamou a presidente da República de "cadela incompetente", "irresponsável", "TERRORISTA" e "vagabunda". As manifestações nas redes sociais beiram a agressão, onde quem externa preferência por um dos candidatos não esconde a ira que tem pelo outro.
www.jornaldeluzilandia.com.br


Fonte: JL/Sinopse de Imprensa

Quase pronto! Aeroporto Internacional Serra da Capivara está na fase final de acabamento. Aeroporto segue sem data para inaugurar. Veja imagens exclusivas!

Niéde Guidon doa R$ 105 mil de um prêmio para obra de aeroporto no PI

Arqueóloga decidiu usar o dinheiro para concluir pista de pouso. Obra no Piauí se arrasta há mais de 10 anos; atraso é entrave para turismo.


















créditos: Aeroporto Internacional Serra da Capivara.
Obra da pista de pouso e decolagem ficou pronta em 2009 e processo licitatório ainda está em andamento, segundo governo estadual (Foto: Seinfra/Divulgação)


A arqueóloga Niède Guidon, reconhecida internacionalmente pelas pesquisas sobre sítios pré-históricos no sul do Piauí, doou mais de R$ 100 mil, metade de um prêmio que ela ganhou, para realizar obras na pista do aeroporto da cidade de São Raimundo Nonato.
A conclusão das modificações na pista é condição imposta pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para liberar R$ 13 milhões que permitam a inauguração do Museu da Natureza, que ficará dentro do Parque Nacional da Serra da Capivara, local famoso pelas pinturas rupestres pré-históricas. O parque passa por uma crise financeira e é alvo de vandalismo. A ideia é que o museu atraia o interesse de turistas e evite que o local caminhe para uma situação de abandono.    
As obras na pista necessitam de licitação pela Superintendência de Obras da Secretaria de Infraestrutura do Estado do Piauí (Seinfra). Mas a demora no trâmite da licitação poderia atrapalhar o repasse do recurso do BNDES e prejudicar a construção do novo museu, no município de Coronel José Dias, a 50 km de São Raimundo Nonato.
Por isso, Guidon decidiu doar mais de 50% do valor do prêmio recebido na Fundação Conrado Wessel no ano passado, em reconhecimento aos trabalhos desenvolvidos pela arqueóloga. A pesquisadora recebeu o valor de R$ 210 mil de R$ 300 mil (diferença é relativa ao imposto de renda).
A arqueóloga conta que foi informada em agosto deste ano que o governo do estado não teria condições de custear as adequações a curto prazo. “Diante disso eu disse que nós faríamos a doação e repassei o dinheiro que ganhei com o prêmio para a conta da Fundação. Já está tudo pronto (as adequações), mas ainda falta a Eletrobras vir e fazer a ligação da rede de energia. Disseram que só viriam depois dessa campanha eleitoral”, relatou.
O Museu do Homem Americano foi inaugurado em 1998 e o Museu da Natureza vai se somar a ele. Uma vez liberados os recursos do BNDES, o prazo até a inauguração será de aproximadamente 18 meses, segundo a Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham), entidade que toca o projeto - além de administrar o parque em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).
Museu da Natureza (Foto: Divulgação)Imagens do projeto do Museu da Natureza (Foto: Divulgação)
“Achamos óbvio que o banco não queira investir num museu que posteriormente deverá ser mantido pela Fundham sem a garantia de que terá público suficiente para isso. Sem o aeroporto o número de visitantes continuará muito abaixo do número de visitantes que um Patrimônio da Humanidade em qualquer país recebe por ano”, destacou Rosa Trakalo, gestora de convênios e recursos da Fumdham.
Arqueóloga Niède Guidon doou parte do prêmio que recebeu para a obra (Foto: Pedro Santiago/G1)Arqueóloga Niède Guidon doou parte do prêmio que
recebeu para o aeroporto (Foto: Pedro Santiago/G1)
Trakalo informou que até agora a arqueóloga gastou com o aeroporto R$ 120.223,52 e falta pagar R$ 33.995,00 da instalação elétrica do balizamento que a Eletrobras, empresa de distribuição de energia, mandou corrigir, mas ainda não foi ligada. A pista está concluída e aguarda apenas uma vistoria da Anac.
“O dinheiro foi utilizado para limpar todo o entorno da pista e fazer uma cerca, barrando o possível acesso de animais e pessoas não autorizadas, recuperação de drenos, limpeza, instalação de manilhas e finalmente automatização elétrica do balizamento da pista e iluminação dos acessos. Existia um gerador que iluminava a pista, foi feita a rede, comprado e instalado o transformador e todas as ligações necessárias. A ligação efetiva ainda está dependendo da Eletrobras que assinalou pequenos problemas no projeto, aparentemente já corrigidos”, explicou Rosa.

Contas de Dom Inocêncio no período 2011 são julgadas nesta quinta-feira (23/10) e consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas do estado.

O advogado Inocêncio Leal Parente
era prefeito de Dom Inocêncio em 2011
Na sessão foi julgado o balanço geral (2011) de Dom Inocêncio, as contas da prefeitura, de responsabilidade do gestor Inocêncio Leal Parente foram consideradas irregulares e determinou-se imputação de débito, as contas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb e FMS foram julgadas como irregulares.

BALANÇO GERAL
TC-E-014408/12 BALANÇO GERAL - 2011
Interessado(s): INOCENCIO LEAL PARENTE
Unidade Gestora: P. M. DE DOM INOCENCIO
INOCÊNCIO LEAL PARENTE - PREFEITURA
Advogado(s): Anastácio Araújo Costa Sales Neto OAB/PI nº 6.390 (Sem Procuração)
Julgamento: Irregularidade. Imputação de débito.
ERISVÁ PEREIRA DA SILVA - FUNDEB (GESTOR) De: 01/01/11 à 30/06/11
Advogado(s): Anastácio Araújo Costa Sales Neto OAB/PI nº 6.390 (Sem Procuração)
Julgamento: Irregularidade.
JOÃO RODRIGUES DAMASCENO NETO - FUNDEB
De: 01/07/11 à 31/12/11
Julgamento: Irregularidade.
SÍLVIO CORREIA ARAGÃO NETO - FMS 
Advogado(s): Anastácio Araújo Costa Sales Neto OAB/PI nº 6.390 (Sem Procuração)
Julgamento: Irregularidade.
ANA PAULA OLIVEIRA ARAGÃO PARENTE – FMAS
Julgamento: Regularidade com ressalvas sem multa.
GENIVALDO DA SILVA COELHO – CÂMARA

Julgamento: Regularidade com ressalvas e multa.

Confira acessando o link abaixo