domingo, 1 de maio de 2016

Cristal lança sabão líquido em homenagem a colaboradora


A Cristal acaba de lançar seu mais novo produto que promete auxiliar a dona de casa na lavagem de roupas. Impulsionada pelo novo hábito de lavar roupas com sabão líquido, a Cristal, atendendo a pedidos de suas clientes que queriam um sabão para lavar roupas no tanquinho e na máquina de lavar, criou o Sabão Anita. O produto foi batizado com o nome de uma de suas colaboradoras. 

Maria Anita de Campos Silva está na empresa desde sua fundação em 2005 e desde o início da Cristal tem contribuído diretamente nas etapas de produção e envasamento. Segundo a administração sua colaboração tem sido valiosa desde então.

Sabão Anita é a nova aposta da Cristal na lavagem das roupas
" A ideia é poder homenagear a todas nossas colaboradoras que nos ajudaram e continuam ajudando com a criação de novos produtos. Continuaremos fazendo homenagens as pessoas que nos auxiliam dando o nome delas aos novos lançamentos da Cristal, com o devido consentimento, é claro. É o mínimo que podemos fazer para agradecer o tempo e dedicação que destinam à Cristal."

O Sabão Anita é o primeiro lançamento na área de lavagem de roupas. Em seguida, os próximos ítens que serão lançados são o Tira-manchas e alvejante para roupas brancas e coloridas na versão em pó e líquida.




sexta-feira, 29 de abril de 2016

Assistência técnica que foi honesta com cliente viraliza na net e ganha fila de clientes

 “O povo está carente mesmo de honestidade”
Todo mundo já passou pela mesma situação: o computador, celular, console, tablet e por aí vai dá algum tipo de defeito e, ao levar para uma loja especializada, o vendedor já chuta um problema e dispara um preço (normalmente alto) antes mesmo de abrir o dispositivo e efetivamente descobrir o que aconteceu.
A solução? Normalmente, aceitar a situação e ceder ao que é proposto no local para ter logo o produto funcionando de novo. Só que um caso em São Paulo terminou de forma diferente — e a honestidade do vendedor fez uma loja ficar famosa no Facebook.
Tudo começou na última sexta-feira (22), com um depoimento de Caio Rossoni. Seu smartphone não estava operando direito (algum problema na entrada do cabo de alimentação) e ele levou em uma assistência técnica. Enquanto a primeira cobrou direto R$ 180 para "abrir e trocar uma peça", a loja "Rei do iPhone", que ficava bem em frente à outra, simplesmente avisou que o aparelho estava sujo e fez a operação de limpeza rapidamente e de graça. Veja a publicação original:
Post-Reis-do-Iphone.png
O único preço cobrado: que o cliente indicasse a loja para os amigos caso um problema grave acontecesse. Rossoni divulgou a história no Facebook e a boa ação do dia do vendedor foi premiada: foram várias as mensagens de incentivo e até de possíveis clientes. Na postagem original, já são mais de 300 mil curtidas, mil comentários e 68 mil compartilhamentos.
Agora, o gesto rendeu à loja mais um bom retorno: a atitude do funcionário foi vista com bons olhos pelo público, que passou a fazer fila na porta do local. A atitude do funcionário foi vista com bons olhos pelo público, que passou a fazer fila na porta do local. O registro foi feito por Marcos Tenório Alexandre: “O povo está carente mesmo de honestidade”, reflete.
Filas-Rei-do-Iphone.png
Nos comentários, muitas pessoas comemoram o sucesso do estabelecimento e confirmam a procura: “Fui lá ontem e não consegui pegar senha porque já tinham encerrado e a fila estava bem maior do que essa”, diz o estudante Rafael M. Filho. “Eu tenho uma dúvida: isso está assim por que iPhone tem muito problema ou porque ninguém encontra um lugar honesto?”, finaliza.
A loja até postou agradecendo a confiança e citando que "passar preço de um serviço sem olhar o aparelho não é uma prática justa com o consumidor". Já pensou se todas as assistências técnicas fossem assim?
180graus   Fonte: Com informações do Extra Online e do TecMundo

Senador prega peça em Janaína e faz ela decretar impeachment de Temer.

 "A senhora acabou de concordar com o pedido de impeachment do vice-presidente Michel Temer"    Essa foi boa!
Brasília - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) esperou até 1h da manhã para poder pregar uma peça na autora do pedido de impeachment, Janaína Paschoal, na sessão dedicada a ouvir os denunciantes. 
Ele fez uma explanação apresentando a edição de decretos de créditos suplementares específicos e pediu, em seguida, a opinião de Janaína sobre essas atitudes.
A jurista defendeu que os créditos suplementares sem a autorização doCongresso Nacional configuram crime de responsabilidade e devem ser punidos com o impeachment.
"Muito bem, fico feliz com sua opinião, porque a senhora acabou de concordar com o pedido de impeachment do vice-presidente Michel Temer. Essas ações que eu li foram tomadas pelo vice", disse Randolfe.
A professora ficou constrangida e tentou se explicar. Apenas algumas horas antes ela havia dito que não havia indícios suficientes para pedir o impeachment de Temer.
"O Vice-presidente assina documentos por ausência do presidente, por delegação. Neste caso, não há o tripé de crimes continuados e intercalados entre si", tentou justificar.
O senador Randolfe Rodrigues publicou um vídeo do momento em sua página do Facebook:

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Prefeitura de São Raimundo Nonato nega que crianças estejam tomando água suja

Gustavo Almeida/G1 
Logo após a postagem das imagens da água consumida em escola municipal de São Raimundo Nonato, a Prefeitura Municipal se defendeu das acusações feitas pela professora.

Bebedouro com água amarela em escola pública (Foto: Reprodução/Facebook)Bebedouro com água amarela em escola pública de São Raimundo Nonato (Foto: Reprodução/Facebook)
Uma foto postada nas redes sociais tem causado indignação na cidade de São Raimundo Nonato, a 530 km de Teresina. Na postagem, a professora Andreia Alves, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserm), denuncia que alunos e servidores da escola Elzair Rodrigues de Oliveira, localizada no assentamento Novo Zabelê, a 12 km da zona urbana, estão consumindo água suja e de má qualidade.
Um bebedouro com a água contaminada está logo abaixo de um quadro fixado na escola com a foto do prefeito da cidade, Avelar Ferreira (PSD). Ao G1, a professora reafirmou a situação e disse que a água amarela é fornecida não apenas na escola, mas também para a população de São Raimundo Nonato. Segundo ela, já existe inclusive uma denúncia no Ministério Público Estadual sobre a péssima qualidade da água que é distribuída.
Sindicato diz que água de péssima qualidade é fornecida nas escolas (Foto: Reprodução/Facebook)Sindicato diz que água de péssima qualidade é
fornecida nas escolas(Foto: Reprodução/Facebook)
"A foto foi tirada por um servidor da escola e enviada para o sindicato. Infelizmente não é apenas na escola, mas em toda a cidade essa água é distribuída. Resolvi divulgar nas redes sociais porque essa foto deixou muita gente bastante indignada. É uma água que não tem nenhuma qualidade e isso causou indignação", falou.
A escola municipal Elzair Rodrigues de Oliveira possui mais de 100 alunos distribuídos em turmas do ensino fundamental. A professora conta que o bebedouro flagrado na foto fica em uma sala usada pelos servidores. No entanto, ela assegura que os estudantes também consomem água em mesmo estado.
"Nesse bebedouro da foto dá claramente para ver a água suja porque ele é transparente. Os bebedouros utilizados pelos alunos são de outro modelo e não dá para ver a água que está lá dentro, mas também é na mesma situação. Essa água vem de poços tubulares localizados no povoado Serra Branca", contou.
G1 não conseguiu falar com o prefeito Avelar Ferreira para ele comentar o assunto. Já a secretária municipal de Educação, Rosa Amélia Ferreira, contestou a situação denunciada pelo Sindicato dos Servidores e classificou o ato da presidente como de "má fé" e com o objetivo de macular a imagem da gestão municipal. Segundo a secretária, aquela água não é servida a nenhum estudante e nenhum servidor nas escolas de São Raimundo Nonato.
"Aquele bebedouro não foi usado este ano porque apresentava problemas e foi trocado desde março. Os bebedouros dos alunos das nossas escolas são industriais, daqueles que a água já sai filtrada e gelada. Lá é uma escola que tem o conselho autônomo e inclusive o bebedouro atual foi comprado com recursos próprios da escola", disse a secretária.
Rosa Amélia explicou ainda que parte da água fornecida nas escolas de São Raimundo é colocada nos reservatórios das escolas através carros-pipa e outra vem dos poços situados na localidade Serra Branca. Ela sustentou que todo o líquido recebe o devido tratamento e que algumas escolas até compram água mineral.
Problema antigo
A cidade de São Raimundo Nonato, conhecida internacionalmente pelo Parque Nacional da Serra da Capivara, enfrenta problemas constantes com o abastecimento. Os moradores reclamam da qualidade ruim da água da barragem Petrônio Portela, um dos mananciais que abastecem a cidade. Além disso, também são comuns as reclamações por conta da água trazida dos poços localizados na Serra Branca.
Moradores são abastecidos com água de cor laranja no Sul do Piauí  (Foto: Nayana Oliveira/ Arquivo Pessoal)Moradores são abastecidos com água de cor laranja (Foto: Nayana Oliveira/ Arquivo Pessoal)
Em 2015, o G1 mostrou a reclamação dos moradores que estavam recebendo água na cor laranja e com mau cheiro. Alguns estavam sendo obrigados a comprar água devido a péssima qualidade do líquido distribuído para a população. Na época, a Agespisa informou que iria enviar uma equipe de técnicos à cidade para verificar a situação e tomar as providências.
Meses depois, os moradores voltam a reclamar da má qualidade da água e até mesmo da falta de abastecimento. Um morador que preferiu não ter o nome revelado disse que o fornecimento de água na casa dele, localizada no bairro Santa Luzia, está comprometido há mais de 30 dias. Ele afirma que o problema também está ocorrendo em outras áreas da cidade
"Está faltando no bairro Santa Luzia, no conjunto habitacional Sol Nascente, nas imediações dos monumentos do Tatu e da Seriema e no bairro Baixão dos Diógenes. A Gerência Regional da Agespisa não dá nenhuma satisfação para a população. Eu mesmo já fui várias vezes lá e não tenho respostas", falou.
Procurada pela reportagem, a Agespisa informou que as falhas no abastecimento em São Raimundo Nonato ocorrem por causa de vazamentos nas tubulações de três poços no povoado Serra Branca, na zona rural. A empresa disse que vai substituir as atuais tubulações por outras que são feitas de material especial adquirido fora do estado e que aguarda a chegada para executar o serviço, o que deve acontecer até a próxima semana.
Sobre a coloração da água, a Agespisa disse que a alteração ocorre porque, após interrupções no abastecimento, os sedimentos depositados nas tubulações são arrastados e provocam a mudança na cor do produto. A empresa afirma que, mesmo nessa situação, a água distribuída na região está dentro dos padrões de potabilidade estabelecidos pelo Ministério da Saúde e que os moradores podem ficar tranquilos quanto à qualidade.
Em São Raimundo Nonato, a Agespisa opera dois sistemas de produção: um por meio de poços tubulares, localizados no povoado Serra Branca, e o outro, da Estação de Tratamento, cujo manancial é a barragem Petrônio Portela, onde são tratados 180 mil litros por hora.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Internautas reclamam de água servida em escola pública em São Raimundo

"Água?????"




A internauta Andreia Alves Pereira publicou as imagens de um bebedouro em uma escola pública de São Raimundo Nonato neste terça-feira (26/04). É possível ver a qualidade duvidosa da água que está sendo oferecida às crianças que estudam nesta escola. De cor escura, ao que parece não deve ser tratada.

A maioria das escolas do município, tanto estadual como municipal, recebem água da barragem Petrônio Portela, mais conhecida como barragem da Onça. Esta água, apesar de ser tratada pela Agespisa, a empresa responsável pelo abastecimento no município, apresenta gosto duvidoso, com insalubridade. 

Segundo especialistas, isto ocorre devido a barragem ainda não ter transbordado desde que foi construída, há mais de dez anos o que acarreta o acúmulo de resíduos no fundo. 

Mesmo sendo indicada para o consumo humano, garante a Agespisa, muitas pessoas preferem não arriscar a beber da água fornecida. São Raimundo Nonato é um dos municípios que mais consomem água mineral no estado por conta da péssima qualidade da água da Onça. 

Este fato também impede a instalação de empresas no município que dependem de água de boa qualidade para produzir atravancando o desenvolvimento da região.

Vale ressaltar que alguns bairros da cidade são abastecidos pelos poços artesianos abertos na Serra Branca que oferecem água de primeira qualidade, apesar da quantidade de ferro que já foi detectada em decorrência dos tubos que se encontram enferrujados.

Encontro no Pau Ferro decreta Virgínia como pré-candidata a prefeita de Dom Inocêncio. Clôdo desistiu de ser prefeito

com informações de Celso Lima direto do evento

"Agora é a vez dela", admitiu Genim
Dona Virgínia, pré-candidata a prefeitura de Dom Inocêncio
discursando para presentes ao evento

No dia 24 de abril de 2016, na localidade Pau Ferro, que fica a um quilômetro da sede de Dom Inocêncio, o grupo de oposição ao prefeito Nenê se reuniu entre amigos para apresentar ao povo inocentino os pré-candidatos as eleições deste ano. 

Todos as decisões apresentados na data foram decididas pelo grupo, pensando sempre no melhor para Dom Inocêncio.

O vereador Genim (PP), vereador mais votado nas últimas eleições, disse que mais uma vez pretende disputar uma das vagas do poder legislativo. Adotando total apoio a pré-candidatura de Virgínia, disse também que essa é a vez dela. O vereador comparou a trajetória de Virgínia  com a do ex-presidente Lula, que precisou de três eleições para obter êxito nas urnas. 

O vereador Antônio do Delim, também falou que pretende disputar mais uma vez uma das vagas do legislativo.

Clodoaldo Dias, ex-presidente do sindicato dos trabalhadores rurais de Dom Inocêncio e que havia afirmado anteriormente que seria pré-candidato a prefeito, resolveu abrir mão da pré-candidatura em favor da sua mãe. Clôdo afirmou que é pré-candidato a vereador representando a sede e também é do PP.

Gordo do Sansão também é pré-candidato a vereador. O pré-candidato representa Lagoa dos Currais e faz parte do PTB.

Tonhão do PTB, foi um dos candidatos  a vereadores das eleições de 2012 ao lado do atual prefeito Nenê. No entanto este ano lança sua pré-candidatura ao lado de Virgínia. O pré-candidato se diz muito revoltado com a atual gestão. 

Ronaldo, mais uma vez colocou seu nome como pré-candidato a vereador. Ronaldo que é do PTB, representa a região do Sal e Vereda Grande na divisa com Remanso.

Berto (PTB) também é pré-candidato a vereador. Bertinho como é conhecido representa a região das Cacimbas. 

Goiaba (PTB) também é pré-candidato a vereador. O Goiaba representa a sede e vai disputar pela segunda vez uma vaga do poder legislativo.

Dona Virgínia, como já foi dito é pré-candidata a prefeita de Dom Inocêncio. Virgínia além de contar com grande apoio do povo inocentino, conta também com o apoio do ex-vereador Pereira, Antônio da Lotérica representante do PROS e de Dona Conceição, a esposa do eterno Padre Lira, fundador de Dom Inocêncio. Ela também marcou presença. Virgínia conta também com o apoio do ex prefeito Inocêncio Leal e do advogado Docha juntamente com sua família, entre outros apoios.

Virgínia, foi muito elogiada por todos os pré-candidatos a vereadores. Quando a candidata perguntou se deveria ou não colocar seu nome a disposição povo, o povo levantou, aplaudiu e disse em alto e bom tom que sim.

Todos que manifestaram interesse em disputar as eleições são apenas pré-candidatos, podendo ou não lançar a candidatura no momento certo. O encontro foi bem tranquilo e favorável, no entanto, muitas coisas deixaram de ser ditas por não ser o momento apropriado.

 Celso Lima. 

Pereira (PTB) apoiará candidatura de sua mãe, Virgínia








Clôdo, desistiu da pré-candidatura a prefeito
em favor de sua mãe


Moradores encontram mais de R$ 15 mil em meio a lixo acumulado por idosa em PE

Remanso Notícias

Moradores do bairro do Curado I, em Jaboatão dos Guararapes, no Recife, encontraram mais de R$ 15 mil em dinheiro no meio de todo lixo retirado da casa de uma idosa de 78 anos. 

A mulher, que não teve a identidade revelada, está internada em um hospital público da capital pernambucana para tratamento psiquiátrico.

4a3f1d4b3d38a9457975ae0b4f04dd75

De acordo com os vizinhos, parentes da idosa fizeram uma faxina na casa onde a mulher morava, mas, por engano, eles jogaram todas as economias da aposentada no lixo. 

A limpeza ocorreu no último sábado (23). Com a informação de que havia dinheiro em meio aos entulhos, várias pessoas do bairro foram ao local em busca das notas. “Eu já achei R$ 7 mil”, contou um morador.


Segundo os vizinhos, a idosa morava há 30 anos no local e sempre cultivou o hábito de guardar resíduos. “Ela sempre acumulou o lixo em plantas, móveis e plásticos. Sempre teve uns surtos em relação ao dinheiro: jogava fora, rasgava”, explicou outro vizinho da idosa.

Fonte: TV Jornal

Grupo Claudino demite 4,5 mil funcionários no Piauí

Herbert de Sousa do GP1
A informação não foi confirmada oficialmente, mas a fonte é segura. O Grupo Claudino, maior empregador privado do Piauí, demitiu 4,5 mil funcionários gastando R$ 60 milhões de reais com verbas rescisórias. Em 2013, o grupo contava com 13 empresas, com sedes instaladas na capital piauiense e mais de 17 mil pessoas em seu quadro de funcionários.
Imagem: Lucas Dias/GP1João Claudino(Imagem:Lucas Dias/GP1)João Claudino
Os números de modo geral não são nada animadores. O desemprego no Brasil ultrapassou a marca de 10% e o país já tem mais de 10 milhões de desempregados.
com informações do GP1

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Obra avaliada em R$ 143 mil está há 10 anos abandonada em Dom Inocêncio

Gustavo Almeida Do G1 PI

Mercado Público abandonado na zona rural de Dom Inocêncio  (Foto: Alonso Gomes/Arquivo Pessoal)Mercado Público abandonado na zona rural de Dom Inocêncio (Foto: Alonso Gomes/Arquivo Pessoal)
Os moradores do povoado Salgado, a 42 km da zona urbana de Dom Inocêncio, no semiárido piauiense, até hoje esperam pela conclusão de uma obra iniciada há 10 anos e avaliada em mais de R$ 143 mil. A construção do mercado público, prevista para movimentar o comércio local, teve apenas as paredes levantadas e parte do telhado instalado, mas nunca foi concluída.
No dia 4 de agosto de 2006, o Diário Oficial do Piauí publicava o extrato de contrato entre o governo do estado e uma empresa de engenharia para a construção do mercado público na localidade. Passada uma década, a obra permanece inacabada e o que foi erguido está desmoronando e sendo consumido pela ação do tempo.
Moradores ainda esperam pela retomada da obra (Foto: Alonso Gomes/Arquivo Pessoal)Moradores ainda esperam pela retomada da
obra (Foto: Alonso Gomes/Arquivo Pessoal)
De acordo com os moradores do povoado, a obra parou cerca de um ano depois e desde então nenhum operário foi visto no local. Por ser o maior povoado da zona rural do município e estar distante da cidade, Salgado utilizaria o mercado para a realização de uma feira onde os moradores do lugar e de comunidades próximas pudessem vender seus produtos e movimentar a economia da área.
"É um povoado importante para a região e não tem um espaço para fazer a feira pelo menos uma vez na semana. O objetivo era usar o mercado para os comerciantes e produtores comercializarem seus produtos e ajudar a desenvolver essa região e as comunidades que ficam próximas, pois ele não beneficiaria somente o Salgado. A obra está parada, toda deteriorada e não tem 50% feita", falou o morador Ângelo Oliveira.
A obra foi orçada em um valor global de R$ 143.541,02 e o prazo inicial de execução era de 95 dias, segundo o contrato número 111/2006, assinado em julho do mesmo ano entre a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) e a empresa Engeste Engenharia Ltda, de Teresina. A obra também chegou a receber recursos de emenda parlamentar do deputado estadual Hélio Isaías (PP), conforme afirmou o próprio deputado em entrevista ao G1.
Teto do mercado está desmoronando devido ao abandono (Foto: Alonso Gomes/Arquivo Pessoal)Teto do mercado está desmoronando devido ao abandono (Foto: Alonso Gomes/Arquivo Pessoal)
"Infelizmente a obra foi feita apenas uma parte. Me parece que a empresa responsável quebrou e não teve mais como continuar. Na época eu coloquei recursos para essa construção, que é muito importante para aquela região do povoado Salgado. O ideal agora é começar praticamente do zero ou buscar continuar", falou o deputado.
Placa da obra colocada pelo governo ainda em 2006 (Foto: Alonso Gomes/Arquivo Pessoal)Placa da obra colocada pelo governo ainda em
2006 (Foto: Alonso Gomes/Arquivo Pessoal)
Procurada pelo G1, a Secretaria de Infraestrutura do Piauí informou que o contrato assinado venceu em janeiro de 2007. A secretaria disse ainda que não era possível afirmar o motivo pelo qual a obra do povoado Salgado foi esquecida, porque na época o secretário era outro e que o engenheiro responsável também não está mais na secretaria. Apesar disso, a Seinfra informou que foram gastos quase R$ 95 mil na construção do que atualmente está abandonado.
A assessoria de imprensa do órgão disse também que não existe uma previsão de retomada da obra, mas ressaltou que o caso será levado até a atual secretária Janaína Marques, para que ela tome conhecimento da situação e adote as providências necessárias.
A reportagem não conseguiu contato com a empresa Engeste Engenharia.
Mais abandono
Além do mercado público da localidade Salgado, outra obra do governo do estado também se arrasta há anos e está abandonada no município de Dom Inocêncio. Iniciado em 2009, um matadouro público situado a aproximadamente 3 km da zona urbana e orçado em R$ 101.672,26 mil está se desmanchando com o abandono. Segundo os moradores, a obra está totalmente paralisada há pelo menos cinco anos.
Matadouro Público orçado em R$ 100 mil está abandonado há 5 anos (Foto: Gustavo Almeida/G1)Matadouro Público orçado em R$ 100 mil está sem conclusão e abandonado (Foto: Gustavo Almeida/G1)
O contrato para construção do matadouro público de Dom Inocêncio foi assinado entre a Secretaria das Cidades do Piauí e a Construtora Cristal Ltda, de São Raimundo Nonato, no dia 9 de junho de 2009. A obra tinha prazo de conclusão previsto para 120 dias, mas já se passaram mais de 2.500 dias e nada da estrutura ser concluída.
No site do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o status da obra consta como "finalizada", mas apesar disso a estrutura está inacabada e o mato cresce nos arredores. Ainda conforme moradores ouvidos pelo G1 e que não quiseram ter o nome revelado, no que seria um matadouro, apenas cabras e porcos vivos passeiam tranquilamente.
Procurada pela reportagem, a Secretaria das Cidades informou que a obra foi paralisada porque a construtora responsável parou. O órgão disse ainda que a situação do matadouro de Dom Inocêncio já foi informada à Procuradoria Geral do Estado (PGE), mas que ainda não teve resposta. A secretaria garantiu que o atual secretário Fábio Xavier está fazendo o possível para organizar tudo o que foi deixado pendente pelas gestões anteriores.
G1 não conseguiu contato com a Construtora Cristal Ltda para que a empresa comentasse o assunto
.

terça-feira, 19 de abril de 2016

Dom Inocêncio, cidade está às escuras, sem luz, sem internet, sem telefone.

"Falta Tudo"
Sede do município de Dom Inocêncio-PI
A nossa querida Dom Inocêncio está mais uma vez sofrendo com a falta de energia, sinal de internet e telefone desde ontem, segunda-feira (18/04). 

Praça das Palmas, sede do município de Dom Inocêncio-PI

Não fosse apenas isso, a sede do município ainda está com bancos praticamente parados, sem dinheiro para suprir a população.
É o que acabou de informar a inocentina Glória Nunes pelas redes sociais. Confira o relato na íntegra:

"Como pode haver desenvolvimento numa cidade que falta luz internet, sistema telefonia todo dia. Bancos nao funcionam, aparelhos queimam, descongela tudo, os frios congeladas esquenta e gela , e somos obrigados a consumir. O centro da cidade o povo de braço cruzado. As graficas funcionarios parados. Todo sistema de comunicaçao por internet parado. Meu Deus que é isso? Misericordia. Energia desde ontem as 18 hs só
no vai e vem e agora sumiu. Mundo veio sem jeito."